O que é conteúdo?

Hoje em dia se fala muito sobre conteúdo. E a real é que consumimos conteúdo da hora em que acordamos até a hora de dormir. Profissionais autônomos e empresas, das pequenas até as multinacionais, estão focados na produção de conteúdo, pois essa é uma estratégia essencial para marcas.

Mas, por mais que as pessoas costumem pensar em textos ou vídeos ao falar de conteúdo (e é principalmente sobre isso que eu, particularmente, falo), conteúdo envolve muito mais. Então, afinal de contas, o que é conteúdo?

Aqui neste artigo vou falar um pouco disso.

O que é conteúdo?

Eu poderia resumir e dizer que:

“Conteúdo é tudo aquilo que informa.”

Mas a verdade é que, hoje, essa definição é bem mais ampla. Quando eu digo que conteúdo é o que informa, parece que conteúdo é só material didático e noticiário (que nem sempre informa).

E não é?

Hoje muitos youtubers que não estão nem aí para passar informações nem educar são considerados criadores de conteúdo. Por quê? Simples: porque eles criam vídeos, uai. Vídeo é conteúdo, quer queira quer não — inclusive a banheira de Nutella.

Então qual é a definição correta de conteúdo?

Conteúdo é um emaranhado de dados, conceitos e informações que, passando por um filtro, tem o objetivo de informar, educar e/ou divertir o interlocutor.

Podemos dividir o conteúdo nessas três funções básicas:

  • Informar;
  • Educar:
  • Divertir.

Numa estratégia de marketing de conteúdo, entender isso vai ser decisivo para saber o quê e para quem produzir.

Qual é seu objetivo?

Como definir qual é seu objetivo? Ou você já tem esse objetivo em mente?

Bom, vou te ajudar a descobrir.

Diversão

O objetivo do conteúdo divertido é — adivinha? — divertir. O conteúdo divertido deve ser engraçado, ou envolvente, ou fazer o consumidor esfriar a cabeça, relaxar.

Um conteúdo que tem por objetivo a diversão deve se preocupar com a leveza.

Ninguém que quer se divertir e relaxar a cabeça vai querer ver um documentário sobre o holocausto, saca?

Informação

O conteúdo que aqui chamo de informativo é coisa do momento.

Não faz sentido você ler a notícia do lançamento do iPhone Xr daqui a dez anos, quando ele já estiver mais que ultrapassado.

O noticiário deve ser rápido. Você deve abordar o assunto assim que ele surgir, já sabendo que ele ficará velho semana que vem.

Educação

O objetivo do conteúdo educativo é ensinar o leitor sobre determinado assunto. Ele ensina novos conceitos, tira dúvidas sobre conceitos antigos e está sempre atualizando o conhecimento de quem lê.

O conteúdo que aqui chamo de educativo não fica velho rápido — ou nem fica. O artigo pode ser lido hoje e daqui a cinco anos. Ele vai continuar sendo atual para quem não sabe sobre o que o artigo aborda.

Chamamos esse tipo de conteúdo de evergreen.

Por que criar conteúdo?

Uma das frases mais repetidas pelos profissionais da área de marketing digital é: “Conteúdo é rei”.

A frase, que foi dita pelo Bill Gates, mostra o quanto o conteúdo é importante.

Hoje, fazemos uma pesquisa no Google pra qualquer coisa. E pode ter certeza que seus prospectivos clientes também fazem. E, se eles não encontram as respostas na tua empresa, adivinha onde vão encontrar? Isso aí: na concorrência.

E isso serve tanto pra empresas quanto pra profissionais. Vale a mesma coisa: se você é um profissional de TI, por exemplo, e não produz conteúdo sobre a sua área, pode haver alguém muito menos capacitado fazendo sucesso. E ele não está errado.

Nesse outro texto falei sobre a importância de gerar conteúdo.

Mas, agora que você já sabe disso, vamos nos aprofundar um pouco:

Qual é a utilidade do seu conteúdo?

No texto sobre geração de conteúdo que falei acima, reforcei a importância da relevância. Hoje a maioria das pessoas cria conteúdo — seriamente ou não. Então uma empresa que não gera conteúdo já está muito desatualizada.

A grande diferença é entre quem produz conteúdo com relevância e quem não leva isso muito a sério.

Então pense na utilidade do seu conteúdo:

  • Ele serve pras pessoas aprenderem mais sobre o mercado?
  • Ele serve pras pessoas se divertirem e esquecerem os problemas?
  • Ele serve pra manter a galera 100% atualizada com tudo que acontece no mundo, no Brasil ou no bairro?

Se você souber do que eles precisam, vai ficar mais fácil criar conteúdo útil e relevante.

Quer um conselho mais específico? Independente do que tu crie, se certifique de que seja acessível pelo celular. As pessoas usam mais celulares do que desktops atualmente.

Então tenha foco no usuário.

Conteúdo bom é aquele que atende às expectativas do usuário — e as supera.

Como criar uma estratégia de conteúdo?

Responda:

  • O que eu quero vender/divulgar?
  • Que tipo de pessoa eu quero atingir?
  • O que essa pessoa faz nas horas vagas?
  • Ela gostaria de passar as horas vagas fazendo o quê? Aprendendo, se entretendo ou se informando do que está ocorrendo no país?

É com isso que se faz uma estratégia. Nesse outro texto falei como criar um bom planejamento de conteúdo para estruturar seu marketing. Mas, agora que você já sabe o que é conteúdo e como montar uma estratégia, sugiro que se inscreva na minha newsletter para saber mais sobre isso:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *